Gerir pessoas nada mais é do que utilizar técnicas de recursos humanos para conciliar os objetivos dos colaboradores com as metas da organização. Uma dessas técnicas é o famoso eneagrama, uma figura geométrica de nove pontas que funciona como símbolo processual. Cada uma de suas pontas representa um tipo psicológico básico correspondente a formatos de personalidade dos colaboradores.


A ferramenta serve principalmente como forma de mapear a personalidade do ser humano, trazendo consciência para os padrões de comportamento que são construtivos e destrutivos e oferecendo alternativas para que a pessoa se desenvolva por meio do autoconhecimento. Aborda, então, nove tipos de personalidade, aquelas mais comuns encontradas no dia a dia empresarial, são elas: perfeccionista, prestativo, bem-sucedido, romântico, observador, questionador, sonhador, confrontador e o preservacionista.


O perfeccionista é centrado na ação, têm um senso prático exigente, que dá prioridade às tarefas a serem realizadas. O prestativo, por sua vez, está associado a pessoas que são centradas na emoção, têm uma percepção aguda dos outros, tornando-se conquistadoras, que sabem como conseguir o que querem. O bem-sucedido é aquele centrado na ação ou no planejamento, sempre realizando as atividades com maestria.


O romântico revela pessoas centradas no que falta, sendo pessoas que reclamam constantemente, com a característica comum de insatisfação. Já o observador é centrado na mente, têm uma curiosidade pelo entendimento, tornando-se planejadores extremamente racionais. O questionador se configura como aquele que parte para a ação ou emoção, visando ao controle. São atentas e desconfiadas, embora não necessariamente expressem isso.


O sonhador se adequa para pessoas que são centradas na mente. Elas têm uma agilidade mental para lidar com várias coisas ao mesmo tempo, dando prioridade ao prazer. Já as pessoas confrontadoras são centradas na ação, têm uma facilidade em mandar e liderar, dando prioridade à realização. Por fim, o preservacionista é centrado na emoção ou na mente, com uma atitude mediadora, dando prioridade ao bem comum.


No módulo ‘Princípios de Eneagrama na Gestão de Pessoas' do MBA Liderança e Excelência Humana, o aluno aprende sobre a compreensão e estudo de processos contínuos dentro da Gestão de Pessoas. Com duração de apenas 18 meses, as aulas são mensais e acontecem aos finais de semana no formato ao vivo, entregando uma experiência 100% digital. Ficou interessado(a)? Clique aqui e saiba mais.


De acordo com Neil Patel, um dos maiores nomes do marketing digital, o marketing pessoal é o conjunto de estratégias cujo objetivo é estabelecer uma percepção positiva acerca de um indivíduo. Em outras palavras, fazer com que o público observe uma pessoa como autoridade em um determinado tema, assim como exaltar suas ações e atividades com técnicas de marketing.


Quando o profissional decide investir em marketing pessoal, ele se torna uma marca, sendo lembrado pelas pessoas como referência no assunto que atua, seja ele qual for. Uma boa carreira, com um profissional de qualidade, precisa de divulgação até mesmo para chegar a públicos e oportunidades nunca exploradas antes.


Um bom modo de investir em marketing pessoal é explorar alguns pontos: acertar no vestuário, já que se vestir de forma adequada para a ocasião é importante para uma boa imagem, criando no cliente uma impressão positiva e ajudando na realização das vendas; sempre ter um cartão de visitas nas mãos como um aliado na divulgação de sua própria imagem e na aquisição de mais vendas; se comunicar de forma clara e direta, mas sendo sempre simpático e sorridente e investir em presença digital com as redes sociais, mostrando vídeos e o dia a dia do seu negócio.


Além disso, tenha sempre um portfólio por perto para mostrar às pessoas trabalhos passados. Se possível, tenha testemunhos de clientes que se sentiram satisfeitos com o produto ou serviço comprado. Em qualquer mercado, ser referência traz oportunidades incríveis de crescimento, por isso, não hesite em começar agora mesmo a dedicar seu tempo em se tornar autoridade no seu nicho.


No módulo ‘Marketing Pessoal' do MBA Liderança e Excelência Humana, o aluno aprende como utilizar suas habilidades e qualificações para se diferenciar dos demais profissionais do mercado. Com duração de apenas 18 meses, as aulas são mensais e acontecem aos finais de semana no formato ao vivo, entregando uma experiência 100% digital. Ficou interessado(a)? Clique aqui e saiba mais.


Antes de contextualizar o tema, é preciso entendê-lo como uma visão de mundo. A cultura regenerativa é estimulada em núcleos de pensamentos sistêmicos que se debruçam sobre diversas áreas sociais. As organizações de trabalho começam a observar e reconhecer que as ações empregadas no mundo geram impactos de forma direta e indireta no meio ambiente, no bem-estar e na vida do planeta.


A cultura regenerativa, portanto, caminha junto à tomada de consciência sobre a co-responsabilidade por trás das comunidades, tomando como direcionamento a construção de novas realidades a partir da inteligência coletiva. Trata-se, afinal, de compreender que nossas atitudes importam e influenciam os ambientes em que estamos inseridos, transformando-os com base em como nós mesmos mudamos e nos adaptamos.


Uma das formas de praticar a cultura regenerativa dentro dos meios organizacionais é implementar e desenvolver o pensamento sustentável. Ele pode ser definido como o atendimento das necessidades das gerações atuais, sem comprometer a possibilidade de satisfação das gerações futuras.


Em outras palavras, essa linha de pensamento levanta a hipótese das pessoas, agora e no futuro, atingirem um nível satisfatório de desenvolvimento social, econômico e humano, e ao mesmo tempo, um uso razoável dos recursos da terra, garantindo assim a preservação das espécies e os habitats naturais.


O ambientalismo e pensamento sustentável consistem em uma corrente voltada para o desenvolvimento sustentável da sociedade. O movimento tem ganhado força com o auxílio da internet, que ajuda a dispersar essas informações por todo o mundo.


No módulo ‘Cultura Regenerativa nas Organizações' do MBA Liderança e Excelência Humana, o aluno aprende sobre o pensamento sustentável dentro das organizações. Com duração de apenas 18 meses, as aulas são mensais e acontecem aos finais de semana no formato ao vivo, entregando uma experiência 100% digital. Ficou interessado(a)? Clique aqui e saiba mais.

<