A importância do uso de defensivos agrícolas


Apesar de serem taxados como vilões na agricultura, os defensivos agrícolas contribuem bastante para o processo de plantio. De forma geral, defensivos agrícolas são produtos químicos, físicos ou biológicos usados na agricultura para o controle de seres vivos considerados prejudiciais à lavoura.


Eles têm a função de defender as lavouras do ataque de insetos, plantas daninhas e doenças que atingem o ciclo de uma cultura. São também conhecidos por agrotóxicos, pesticidas, praguicidas ou produtos fitossanitários. Dentre esses, o agrotóxico é o termo utilizado pela legislação brasileira.


Importância do uso de defensivos agrícolas


A agricultura tem o desafio de produzir cada vez mais sem aumentar áreas plantadas. O objetivo é alimentar a população crescente de forma sustentável. No entanto, em condições climáticas favoráveis, as pragas podem causar diferentes níveis de danos, desde leve redução na lucratividade até perda total da lavoura. Em muitos casos, podem causar sérios prejuízos que afetam tanto o produtor como o consumidor final.


Além disso, é preciso gerar produtos de qualidade, com desenvolvimento satisfatório e capazes de atender às necessidades da população. A demanda por alimentos ou por matéria-prima vegetal ou animal para a indústria não pode dividir espaço com larvas, fungos e bactérias.


Para resolver esse problema, existem várias técnicas de proteção contra pragas que são utilizadas pelos produtores rurais. Os defensivos agrícolas compõem uma dessas estratégias. Portanto, há a necessidade real e latente do emprego de defensivos que sejam eficazes em cada situação específica que se apresente. Nesse sentido, conforme o tipo de doença ou praga que deve ser controlada, existem diferentes produtos.


Tipos de defensivos agrícolas


Os inseticidas controlam os insetos; os fungicidas controlam fungos e bolores; os bactericidas combatem bactérias; as herbicidas controlam ervas daninhas; as acaricidas controlam ácaros e os nematicidas combatem nematoides. Esses produtos precisam ser aliados aos períodos mais propícios.


Os produtos pré-emergentes são aplicados no solo antes da germinação da semente; os pós-emergentes são aplicados no solo após o surgimento da planta no campo; os pré-colheita são aplicados nas plantas antes da colheita e por fim, os pós-colheitas são aplicados nos produtos colhidos ou no solo após a colheita.


9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Central do aluno

0800 006 0070

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

ENDEREÇO DAS UNIDADES

Goiânia - GO

Unidade de Negócios

AV. T-9, 2.310

Jardim América

Goiânia - GO

Salas 105A a 108A

Condomínio Comercial Inove Intelligent Place

Jataí - GO

Faculdade

Av. Prof. Edvan Assis Melo, 1075

Centro

Jataí-GO

CIDADES ATENDIDAS (MBA & PÓS PRESENCIAIS)

Goiás

Goiânia

Jataí

Mineiros

Rio Verde

Rondônia

Vilhena

Mato Grosso

Cuiabá

Água Boa

Primavera do Leste

Querência

Sinop

Bahia

Luis Eduardo Magalhães

e-MEC  

Trabalhe conosco