As empresas varejistas na Bolsa de Valores: em qual investir?


O setor de varejo é um dos segmentos da bolsa que tem a ciclicidade ao seu favor. O chamado consumo cíclico está relacionado a produtos classificados como não essenciais, ou seja, que na sua grande maioria as pessoas conseguem viver sem.


Por conta disso, esse consumo tende a aumentar em momentos mais prósperos da economia, onde há maior fomento à demanda destes produtos. Neste caso, o contrário também torna-se verdadeiro. Em cenários de crise, o consumo desaquece e atinge diretamente os resultados do setor de varejo.


Sabendo disso, as empresas que mais se destacam na Bolsa de Valores e que compreendem o setor varejista são: Magazine Luiza (MGLU3), Via Varejo (VVAR3), Arezzo (ARZZ3) e Hering (HGTX3). Possuir essas ações na sua carteira de investimentos pode ser um bom negócio tanto a longo prazo quanto para quem se arrisca no Day Trade.


MAGAZINE LUIZA (MGLU3)


O Magazine Luiza é uma das maiores rede de varejo de eletrônicos e móveis, com mais de 60 anos de experiência no mercado. Atualmente, a Magazine Luiza opera com mais de 1.100 lojas físicas, além de sua crescente plataforma de e-commerce.


A Magazine Luiza (MGLU3) registrou um lucro líquido de R$ 206 milhões no terceiro trimestre de 2020, um desempenho 12,4% inferior ao reportado em igual período do ano passado. Mas o lucro líquido ajustado atingiu R$ 215,9 milhões, um crescimento de 69,6% comparado ao terceiro trimestre de 2019.


Via Varejo (VVAR3)


A Via Varejo (VVAR3) registrou lucro líquido de R$ 590 milhões no terceiro trimestre de 2020, revertendo prejuízo líquido de R$ 346 milhões no mesmo período do ano passado. De acordo com a empresa, o resultado foi impactado pelo desempenho da operação com excelente performance do e-commerce, a maior alavancagem operacional por conta do crescimento de receita e a forte diluição das despesas.


Lojas Renner (LREN3)


A Arezzo (ARZZ3) encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 27,9 milhões, queda de 21,3% na comparação com um ano antes, quando a varejista de moda havia somado R$ 35,5 milhões. Como aprendizado da pandemia, o canal de e-commerce da Arezzo disparou 172% no último trimestre, faturando a cifra de R$ 151, milhões, valor que representa 32,7% do faturamento da companhia no mercado interno.


Mesmo com a queda no lucro líquido, a empresa comprou a Reserva que ainda trará novas competências digitais e tecnologia que serão aplicadas na operação da Arezzo, explica a administração, após a compra da marca de vestuário estar em linha com a estratégia da Arezzo de ampliar sua plataforma de marcas. O Grupo Reserva conta hoje com 78 lojas próprias e 33 franquias e está presente em 1.500 clientes multimarcas. Em 2019, faturou cerca de R$ 400 milhões.


Hering (HGTX3)


A varejista de moda Cia Hering (HGTX3) obteve um lucro líquido de R$ 155,504 milhões referente ao terceiro trimestre deste ano, um salto de 142,5% ante mesmo período de 2019. Conforme a companhia, o desempenho foi puxado pela contabilização de créditos tributários de R$ 178,3 milhões. Já a margem líquida ficou em 60,3%, alta de 43,8 pontos percentuais em relação ao terceiro trimestre de 2019.

4 visualizações0 comentário

Central do aluno

0800 006 0070

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

ENDEREÇO DAS UNIDADES

Goiânia - GO

Unidade de Negócios

AV. T-9, 2.310

Jardim América

Goiânia - GO

Salas 105A a 108A

Condomínio Comercial Inove Intelligent Place

Jataí - GO

Faculdade

Av. Prof. Edvan Assis Melo, 1075

Centro

Jataí-GO

e-MEC  

Trabalhe conosco

CIDADES ATENDIDAS (MBA & PÓS)

Goiás

Goiânia

Jataí

Mineiros

Rio Verde

Rondônia

Vilhena

Mato Grosso

Cuiabá

Água Boa

Primavera do Leste

Querência

Sinop

Bahia

Luis Eduardo Magalhães