Autogestão: como desenvolvê-la?


A autogestão se refere ao aumento da autonomia (o "eu") de cada profissional. De modo que o próprio talento planeje, execute e controle suas tarefas diárias, assumindo mais responsabilidades e entregando mais resultados por conta própria.


Na medida que os funcionários adotam um modelo de autogestão, toda a organização é impactada e pode se tornar autogerida. Nesse cenário, a liderança seria responsável pela direção de longo prazo, sendo que cada profissional gerenciaria suas rotinas operacionais.


A adoção de um modelo de autogestão depende de dois principais agentes: o profissional e a empresa. É necessário que ambos compreendam a importância do assunto e as melhores práticas, bem como se disponham a desafiar o modelo tradicional de comando e controle. Não é uma tarefa fácil, mas é perfeitamente possível. Então, como desenvolvê-la?


Gerencie o seu tempo

Atualmente, existem diversas ferramentas que podem auxiliar nessa tarefa de autogestão do tempo. Apps como Todoist e Focus ajudam no foco e na gestão, por exemplo. Além disso, é possível utilizar diversas técnicas para gerenciar atividades, compromissos e necessidades. Entre os métodos estão: o uso de post-its, de planilhas ou de mapa mental.


Invista em autoconhecimento

Para uma boa autogestão é preciso também conhecer os seus limites. Por isso, faça uma análise dos seus pontos fracos e das suas potencialidades e descubra quais os fatores que impactam a sua motivação e energia. Conhecendo seus pontos fortes e fracos, você entenderá quais são as dificuldades encontradas no dia a dia e o que é preciso fazer para lidar com elas.


Aprenda a delegar funções

Quais são as tarefas que somente eu posso resolver? Essa é a pergunta que você deve se fazer e se concentrar nela. Fora isso, delegue funções. Tenha em mente que autogestão não significa fazer tudo sozinho. Portanto, delegar atividades que não fazem parte de suas reais competências vai ajudá-lo a ganhar tempo e qualidade no que faz.


Saiba dizer “não”

Seja sempre realista e transparente com seus gestores e colaboradores no processo de autogestão. Coloque na sua lista de tarefas apenas aquelas com que você pode realmente se comprometer e terá tempo de fazer. Dessa forma, você conseguirá estabelecer uma relação de confiança.


Utilize a tecnologia a seu favor

Apoie-se na tecnologia para otimizar tarefas que consomem muita energia. São inúmeras as opções e possibilidades: Microsoft To Do, Excel, Agenda, Planner, Trello, entre outras. Então, escolha a que fizer mais sentido e for mais eficaz para o seu dia a dia. Isso vai ajudar muito no desenvolvimento da autogestão.


Neste cenário de conhecimento, a FGI se posiciona no mercado como a instituição que acompanha as transformações e as leva para a vida de seus alunos, entregando vantagem competitiva e um futuro promissor para os estudantes. Sendo assim, os profissionais que têm como desafio gerir e desenvolver equipes e pessoas, além de descobrir novas formas de inovação nas organizações, podem se atualizar no MBA Gente e Gestão. Para saber mais, clique aqui.