Como investir no exterior?


Diversificar investimentos, buscar maiores retornos, planejar uma viagem, aposentadoria, ou simplesmente proteger o patrimônio em moeda forte. São vários os motivos que estão levando um número cada vez maior de brasileiros a investir no exterior.


Entre as vantagens destaca-se que, além de ficar exposto às moedas fortes, lá fora existem mais alternativas para se aplicar e um ambiente mais competitivo e mais propício a fazer negócios. Com isso o risco tende a ser menor.


Dentre as principais razões para dar esse passo, está a preservação do poder aquisitivo do investidor. Nossa moeda é muito sensível ao ambiente político tanto interno quanto externo. A cada crise o real desvaloriza e investir no exterior ajuda a proteger o patrimônio. Mas como investir no exterior? No texto de hoje, vamos falar mais sobre o assunto.


Existem quatro formas básicas para um brasileiro fazer um investimento no exterior, sendo que, na maioria das vezes, é possível traçar uma estratégia de longo prazo. Entre as muitas opções, é possível investir no exterior por meio de:


Fundos de Investimentos

Modalidade de investimento coletivo em que os recursos financeiros de diversos investidores são aplicados em um investimento em conjunto. Ou seja, os fundos reúnem recursos de diversos investidores, que delegam as decisões de investimento a um gestor profissional.


ETFs (Exchange Traded Funds)

Sigla em inglês para Exchange Traded Funds. É um tipo de fundo de investimento que se baseia em índices da Bolsa de Valores, como o Ibovespa ou o Índice Brasil. De forma resumida, ETF é como uma cesta de ativos financeiros – que podem ser de renda variável ou fixa –, administrada por uma gestora, que tem como referência algum índice.


BDRs (Brazilian Depositary Receipts)

Esses ativos financeiros são recibos de ações de empresas estrangeiras negociados na Bolsa aqui do Brasil. Ou seja, é uma forma mais simples dos brasileiros investirem em companhias negociadas em Bolsas internacionais, sem a necessidade de abrir conta em corretora estrangeira nem de enfrentar a complexidade de investimentos internacionais.


Abrir uma conta em corretora estrangeira

Neste caso, a pessoa pode comprar ações diretamente pela empresa no exterior. Para abrir uma conta em uma corretora estrangeira pela Internet, são exigidos passaporte ou documento de identidade e comprovante de residência. Algumas instituições pedem cópia do Imposto de Renda.




whatsapp-logo-1.png