Como o uso de drones aumenta a eficácia na aplicação de defensivos


A modernidade está presente não só nas grandes cidades, mas também no campo. Os agricultores perceberam que utilizar a tecnologia a seu favor poderia economizar tempo e recursos financeiros. Por isso, os drones estão sendo usados nas lavouras, não só para monitorar as plantações, mas também para a aplicação de defensivos.


Nos últimos anos, os drones começaram a ser usados na pulverização de agrotóxicos em algumas culturas, como as de eucalipto, cana-de-açúcar, laranja, café e arroz, principalmente nas regiões Sul e Sudeste.


De acordo com a Revista Pesquisa da Fapesp, aviões são responsáveis pela aplicação de pesticidas em 7% da área pulverizada no país – estimada em 375,3 milhões de hectares –, segundo a publicação Cenários Agrícolas Brasileiros, organizada pelo Instituto Prohuma de Estudos Científicos, um consórcio formado por empresas do setor de pesticidas, com apoio do Mapa.


A maior parte das aplicações (62%, ou 232 milhões de hectares) é feita por via terrestre, com máquinas como tratores. O Sindag questiona esses números e estima que os aviões respondem por pelo menos 15% da área que recebe pesticidas. O emprego desses aparelhos pode incrementar a aplicação aérea de pesticidas, executada no país majoritariamente por aviões e tratores.


O problema com os aviões é que, na maioria das vezes, o produto não atinge a lavoura, o que deixa a possibilidade para pragas agirem. O drone é mais direto e eficaz nesse quesito. No entanto, é válido salientar que, mesmo com a presença dos drones, ele é um complemento apenas para os aviões e não um substituto.


De acordo com o especialista em tecnologia, Henrique Campos, a aplicação aérea é uma prática segura, regulamentada e fiscalizada. O objeto traz todos os benefícios que a aplicação aérea pode trazer e, mesmo sendo utilizado como complemento, oferece a possibilidade de aplicar defensivos em áreas mais localizadas.


Portanto, os drones ao serem utilizados como ferramenta para aplicar pesticidas, aumentam a eficácia do processo por meio da precisão. Ou seja, chegam em determinadas áreas que o avião e o trator não conseguem chegar.

whatsapp-logo-1.png