Conheça os Limites e Possibilidades de uma Avaliação Psicológica

A Avaliação Psicológica nada mais é que um procedimento usado por profissionais da área da psicologia com o fim de avaliar a saúde psicológica de uma pessoa. A mesma é feita através de alguns instrumentos como testes, entrevistas, análise de dados e observações. Mas, como todas as outras áreas de atuação, possui limites e possibilidades. No texto de hoje, vamos falar um pouco mais sobre o assunto.


Dentre as possibilidades, está a atuação no campo online. A Resolução CFP nº 011/2018 autoriza a oferta on-line de serviços psicológicos, entre os quais as consultas/atendimentos que visam avaliar e intervir sobre os processos individuais e grupais. A resolução ainda autoriza a aplicação de instrumentos psicológicos, desde que devidamente autorizados pelo SATEPSI e padronizados para aplicação on-line.


Os psicólogos devem estar atentos e seguir as diretrizes da resolução, principalmente em relação às restrições de público para essa modalidade de atendimento e recomendações em busca do menor prejuízo das pessoas envolvidas. É importante frisar que as(os) profissionais que desejam atuar on-line devem ter inscrição no Cadastro e-Psi: https://e-psi.cfp.org.br/.


A aplicação remota exige do profissional cuidados especiais para garantir que a pessoa avaliada compreenda os procedimentos aos quais será submetida, bem como as instruções para responder adequadamente os instrumentos.


Assim, é imprescindível que o profissional acompanhe a realização dos procedimentos por meio de videoconferência tanto para dirimir eventuais dúvidas como para observar o comportamento da pessoa durante a aplicação dos testes e coletar dados que possam auxiliar na interpretação dos seus resultados. Além disso, dessa forma é possível atentar para possíveis fraudes, visto que pela videoconferência pode-se verificar quem está de fato respondendo aos procedimentos.


É também de responsabilidade do psicólogo avaliar os limites e vantagens das escolhas de sua forma de atuação, mas, em caso de dúvidas, a Comissão de Orientação e Fiscalização (COF) e a Comissão de Avaliação Psicológica, Neuropsicológica e Práticas Clínicas do CRP-12 estão em trabalho constante para auxiliar na construção de saberes e práticas fundamentadas em evidências e preceitos éticos, bem como para apoiar a autonomia profissional.


A avaliação psicológica está cada vez mais presente nas atividades que exercemos. Portanto, cabe ao Psicólogo, munir-se e atualizar-se cada vez mais de conhecimentos técnicos e práticos para atender as demandas da sociedade, pautando seu trabalho nos princípios da qualidade técnica e do rigor ético. Um profissional que consiga avaliar psicologicamente, dentro desses princípios, será diferencial no seu campo de atuação. Na FGI, profissionais da área podem se atualizar e ganhar amplitude em suas carreiras por meio da pós-graduação em Avaliações Psicológicas. Saiba mais clicando aqui.