Gestão de Pessoas: quais são as novas tendências?


Com um cenário repleto de mudanças devido a situações políticas, econômicas e sociais, a gestão de pessoas ganhou protagonismo — como um conjunto de metodologias capazes de melhorar diversos aspectos importantes, como a motivação, o bem-estar e a produtividade.


Trabalho híbrido

O trabalho híbrido é uma das principais tendências para a gestão de pessoas, principalmente, pelas limitações impostas a partir do ano de 2020. É um modelo que se mostrou vantajoso para as empresas e colaboradores, sendo importante para quebrar paradigmas e garantir benefícios interessantes, como: aumento da autonomia; redução dos atrasos; facilidade na gestão do tempo; redução de custos; maior produtividade e engajamento.


Automatização de processos

Automação de processos de RH significa o avanço da tecnologia e diminuição do trabalho manual. Neste caso, é uma série de tarefas que podem deixar de ser feitas de modo manual. Em geral, são as tarefas mais burocráticas e repetitivas. Elas demandam um bom tempo dos gestores e impedem que ele foque outros pontos importantes, como o relacionamento com a equipe de trabalho.


Já é grande o número de tarefas que podem ser automatizadas, total ou parcialmente, e tem crescido ainda mais, afinal de contas, a tecnologia avança a passos largos. Sendo assim, a tendência é que esses setores contem com apoio de consultorias e recursos modernos para automatizar os processos e melhorar resultados.


Gente e Gestão

É certo dizer que o profissional de gente e gestão é o mesmo profissional de Recursos Humanos, porém, provido de uma visão mais estratégica da liderança de pessoas. Hoje, sabe-se que é preciso conduzir os talentos visando ao alcance de resultados específicos, empregando táticas inovadoras para o sucesso.


O profissional de gente e gestão deve maximizar o fator humano na empresa, sem perder de vista a preocupação com a eficiência operacional. Empresas que investem em profissionais focados em Gente e Gestão têm um grande diferencial competitivo, uma vez que assumem uma gestão de pessoas menos genérica e mais personalizada.


Ainda, esse foco no colaborador ajuda a motivar e engajar as equipes, fazendo com que os profissionais se sintam mais criativos e valorizados. Além disso, o setor impacta a atração de novos talentos e a retenção e redução do turnover.


Em um cenário de transformações tecnológicas, a FGI se posiciona no mercado como a instituição que acompanha as mudanças cotidianas e as leva para a vida de seus alunos, entregando vantagem competitiva e um futuro promissor para os estudantes.


Sendo assim, os profissionais que têm como desafio gerir e desenvolver equipes e pessoas, além de descobrir novas formas de inovação nas organizações, podem se atualizar no MBA Gente e Gestão. Para saber mais, clique aqui.