Investimentos baratos: como começar com pouco


Ao contrário do que a maioria das pessoas pensam, não é necessário ter muito dinheiro para investir. Existem possibilidades para todos os bolsos e no texto de hoje, vamos apresentar os investimentos mais baratos, que não exigem um alto valor do montante.


Com os investimentos adequados e uma boa estratégia, é possível obter rentabilidade e aumentar seu patrimônio ao longo do tempo. Para tanto, não é preciso ter altos valores: basta se organizar, ter constância nos aportes e manter o foco para atingir suas metas.


A primeira opção é voltada para o perfil conservador. O Tesouro Selic é um dos investimentos mais conhecidos por quem quer sair da poupança ou montar uma reserva de emergência. Trata-se de uma alternativa com rendimento pós-fixado que acompanha a taxa básica de juros da economia — a taxa Selic.


O Comitê de Política Monetária (Copom) realiza reuniões a cada 45 para definir o valor da taxa Selic no período. Isso significa que o rendimento do título pode variar ao longo do tempo. Uma das grandes vantagens do Tesouro Selic é que a rentabilidade é diária. Assim, trata-se de uma alternativa com alta liquidez e que possibilita resgates antecipados sem perda de rentabilidade.


A segunda opção é voltada para o perfil moderado. É um CDB, emitido por bancos para captar recursos que serão utilizados em suas atividades e projetos. O título é uma alternativa de renda fixa e funciona como um empréstimo para a instituição bancária. Em troca, o emissor oferece uma taxa de rentabilidade para o investidor. Nesse caso, alguns títulos oferecem liquidez apenas no vencimento. Outros contam com liquidez diária ou após um período de carência. Cada título apresenta suas próprias características.


A terceira e última opção é voltada para o perfil arrojado, aquele que gosta de um pouco mais de risco. Ao comprar ações na bolsa de valores, você se torna sócio ou acionista de uma empresa. Com isso, poderá obter rendimentos com o crescimento do negócio. Essa provavelmente é a alternativa de renda variável mais conhecida pelos investidores. Com o mercado fracionário, é possível adquirir uma ou mais ações, sem precisar comprar o lote completo. Dessa maneira, possibilita o ingresso de pessoas que têm pouco capital para investir.