Investimentos no setor produtivo: por que são importantes?


Os setores da economia podem ser classificados como as etapas que os produtos percorrem dentro do ciclo econômico, sendo que esses produtos podem ser materiais ou imateriais. Estão envolvidos nos processos: exploração de matéria-prima, industrialização de recursos, venda e distribuição ao consumidor final — que fará seu uso e, eventualmente, descarte.


Os setores, no entanto, variam de acordo com os modos de produção, podendo ser três: primário, secundário e terciário. O setor primário é responsável pela extração de matéria-prima, o secundário diz respeito à fase em que os insumos naturais são preparados e modificados, transformando-se em produtos industrializados e o terceiro é o setor que lida com comércio e a prestação de serviços.


Os investimentos no setor produtivo são importantes porque tem como objetivo a expansão de atividades dentro da economia, em boa parte das vezes a partir de empresas ou até setores por inteiro, podendo ser feitos a nível local, nacional e/ou internacional.


Além disso, há a presença dos incentivos públicos que servem tanto para financiar diretamente quanto para catalisar a alocação destes recursos numa atividade específica. Estes também podem ter um âmbito mais local, vindo através de linhas de financiamento, reduções fiscais e até mesmo dinheiro injetado diretamente em empresas do mercado.


Por fim, o investimento no setor produtivo também tem o objetivo de incrementar a produtividade da região e como consequência gerar mais empregos. Ambos os aumentos servem para revitalizar a produção de produtos da economia não só das empresas que realizaram investimentos, mas também de empresas em seu entorno que ganham por meio do dinheiro pago aos novos funcionários de um empreendimento que acabou de ser aberto ou expandido.





whatsapp-logo-1.png