O que é e como funciona um Banco de Investimento

Os bancos de investimento podem ser definidos como instituições financeiras especializadas em operações estruturadas para empresas. Tais operações podem envolver participação acionária ou societária de caráter temporário em empresas ou financiamentos, a médio e longo prazos, para suprimento de capital fixo ou de giro, mediante a aplicação de recursos próprios ou captados junto ao público.


Não possuem contas correntes e captam recursos via depósitos a prazo, repasses de recursos externos, internos e venda de cotas de fundos de investimento por eles administrados. Além de instituírem, organizarem e administrarem fundos de investimentos, administram carteiras de valores, assessoram negócios, realizam lançamentos de ações de empresas e prestam outros serviços do gênero.


Em outras palavras, quando você investe por esses bancos, eles conseguem levantar fundos e podem emprestar esse dinheiro para outras pessoas. Você, é claro, pode ter bons rendimentos com isso. Tudo depende do título escolhido e dos objetivos que você espera alcançar com as aplicações realizadas.


Portanto, podemos dizer que o papel desses bancos é apoiar e facilitar as mais variadas formas de investimento — da emissão de debêntures à abertura de capital na Bolsa de Valores, por exemplo. Sendo assim, eles surgiram para dar a opção às pessoas que desejam investir o seu dinheiro de forma fácil, segura e rentável.


Até mesmo os bancos digitais têm se destacado ao oferecerem produtos financeiros mais acessíveis aos correntistas. É assim que as instituições financeiras voltadas para os investimentos passaram a se destacar no mercado.


As atividades do banco de investimento variam bastante, justamente por esses bancos lidarem com diferentes modalidades de aplicação. A tomada de recursos geralmente acontece pela emissão de Certificados de Depósitos Bancários (CDB) e Recibos de Depósitos Bancários (RDB). Além disso, também são feitas vendas de títulos e cotas em fundos de investimento.


A segurança dos investimentos é prioridade em todas as instituições e transações realizadas diariamente. Portanto, uma das dúvidas que mais surgem entre os clientes é: quem regulamenta os bancos de investimento?


Primeiramente, o Banco Central do Brasil (BACEN) e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), são os órgãos responsáveis por ditar as regras do mercado financeiro. Podemos citar também a Superintendência de Seguros Privados (Susep), a B3, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e a Anbima.


Para adentrar de forma mais profunda neste e em outros temas financeiros, nada melhor do que se especializar. A Faculdade de Gestão e Inovação oferece o MBA Banking e Mercado de Capitais com o objetivo de especializar os alunos em gestão bancária e mercado de capitais.


O curso tem duração de apenas 1 ano, é 100% digital e os encontros acontecem mensalmente aos finais de semana, uma oportunidade perfeita para quem não tem tempo durante os outros dias. Se você quer se preparar para ser um profissional renomado em uma das áreas mais promissoras do país, acesse aqui e se inscreva!