O que é o plano ABC?

O Plano ABC tinha por finalidade a organização e o planejamento das ações a serem realizadas para a adoção das tecnologias de produção sustentáveis, selecionadas com o objetivo de responder aos compromissos de redução de emissão de GEE no setor agropecuário assumidos pelo país.


Foi composto por sete programas, seis deles referentes às tecnologias de mitigação, e ainda um último programa com ações de adaptação às mudanças climáticas: programa 1 era sobre Recuperação de Pastagens Degradadas; programa 2 tratava sobre a Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF) e Sistemas Agroflorestais (SAFs) e o programa 3 abordava o Sistema Plantio Direto (SPD).


Já o programa 4 dizia respeito à Fixação Biológica de Nitrogênio (FBN); o programa 5 abordava o tema Florestas Plantadas; o programa 6 discorria sobre o Tratamento de Dejetos Animais e, por fim, o programa 7 tratava sobre a Adaptação às Mudanças Climáticas.


Em cada programa era proposta a adoção de uma série de ações, como por exemplo, fortalecimento da assistência técnica, capacitação e informação, estratégias de transferência de tecnologia, dias-de-campo, palestras, seminários, workshops, implantação de Unidades de Referência Tecnológica (URTs), campanhas de divulgação e chamadas públicas para contratação de serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER).


Essas ações estão divididas em três grandes grupos: adaptação às mudanças climáticas, mecanismos para o monitoramento e ações transversais a serem executadas até 2020. Sendo assim, a abrangência do Plano ABC é nacional e seu período de vigência é de 2010 a 2020, sendo previstas revisões e atualizações em períodos regulares não superiores há dois anos, para adequá-lo às demandas da sociedade, às novas tecnologias e incorporar novas ações e metas, caso se faça necessário.


Para o alcance dos objetivos traçados pelo Plano ABC, no período compreendido entre 2011 e 2020, foram necessários recursos da ordem de R$ 197 bilhões, financiados com fontes orçamentárias ou por meio de linhas de crédito. O Plano ABC contou com uma linha de crédito – Programa ABC – aprovada pela Resolução BACEN nº 3.896 de 17/08/10. Para mais informações consulte o item Financiamento no menu lateral.


No momento, o que está em vigência é o ABC+. Com tecnologias de produção sustentável, o Plano Setorial de Adaptação e Baixa Emissão de Carbono na Agropecuária, o ABC+, tem a meta de reduzir a emissão de carbono equivalente a 1,1 bilhão de toneladas no setor agropecuário até 2030. O valor é sete vezes maior do que o plano definido em sua primeira etapa.

whatsapp-logo-1.png