Os maiores bancos brasileiros: saiba quais são


Os 4 maiores bancos brasileiros listados em Bolsa registraram um lucro líquido recorrente (ou ajustado) de R$ 23 bilhões no 3º trimestre de 2021. O resultado é 32,3% maior que o do mesmo período de 2020. Mas quais bancos são esses? No texto de hoje, vamos falar um pouco mais sobre cada um deles. Continue com a gente.


Itaú

Esse banco é considerado o maior banco brasileiro, e é o resultado da fusão do Banco Itaú com o Unibanco. Assim, duas das maiores instituições financeiras do Brasil se juntaram. Dessa forma, foi criada a maior empresa de atividade financeira de todo o hemisfério sul. Seu valor de marca está estimado em R$ 262,4 bilhões.


Bradesco

Dentre os maiores bancos do Brasil, esse é o banco privado com mais presença nos municípios nacionais. Teve a sua fundação em Marília (SP) em 1973. Além disso, o banco tem mais de 28 milhões de clientes e cerca de 100 mil funcionários. O Banco Bradesco também é dono da Next, um banco digital. Além disso, é considerado o 82º maior banco do mundo. Seu valor de marca é de R$ 205 bilhões.


Santander

O Banco Santander é um gigante espanhol com uma subsidiária aqui no Brasil. Assim, é o maior representante de um banco estrangeiro em território nacional e é o quinto maior banco no Brasil. Então, seu crescimento veio da anexação com o Banco do Comércio e o Banco Noroeste. Seu valor de marca é de R$ 145,8 bilhões.


Nubank

O Nubank foi fundado em 2013 no Brasil como emissor de um cartão de crédito de cor roxa e sem anuidade. Desde então, conquistou 34 milhões de clientes, lançou novos produtos e se expandiu pela América Latina. Nos últimos sete anos, levantou 1,2 bilhão de dólares em várias rodadas de captação com fundos de venture capital.


O GIC, fundo soberano de Cingapura, o investidor em tecnologia Whale Rock e a Invesco lideraram a nova rodada. Investidores mais antigos como Sequoia, Tencent, Dragoneer e Ribbit também participaram.


Planeja lançar novos serviços, como cartões de crédito corporativos, impulsionar o crédito pessoal e expandir a sua unidade de corretagem Easynvest, principalmente com produtos voltados para pessoas de classe média. Seu valor de mercado é de R$ 135 bilhões.