Os três maiores escritórios de advocacia do Brasil


A Advocacia é uma das funções essenciais à justiça. Os profissionais da advocacia atuam visando o cumprimento da ordem jurídica com a finalidade de garantir direitos e liberdade, bem como intermediando conflitos envolvendo pessoas físicas, organizações e também o Estado.


Normalmente, profissionais da advocacia se organizam e criam um escritório para atuar em conjunto. O objetivo de criar um escritório pode tanto agregar sócios com conhecimentos e habilidades complementares, ampliar a capacidade de atendimento, adicionar novas áreas de serviço, dentre outros.


Mas você sabe quais são os maiores escritórios de advocacia do Brasil? No texto de hoje, vamos apresentar o top 3. Continue com a gente.


1. Pinheiro Neto Advogados

O maior escritório do país, seguindo o critério de volume de transações envolvendo fusões e aquisições (3,6 bilhões de dólares no ano passado), é o Pinheiro Neto Advogados, que atua em todas as áreas do Direito, com especialidade no Empresarial.


Com sedes em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Palo Alto e Tóquio, possui mais de 70 anos de trajetória e aposta na sua capacidade de realizar decisões estratégicas, com questões legais sofisticadas, assim como complexas e desafiadoras.


2. Demarest Advogados

Com mais de 70 anos de fundação e sedes em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Nova York, o Demarest promete serviços jurídicos com alto padrão de qualidade e excelência. O escritório atua em mais de 20 áreas e investe em abordagem integrada e equipe atenciosa no atendimento aos clientes e seus projetos. Em termos financeiros, contou com um total de 1,8 bilhões de dólares transacionados no ano passado.


3. Levy & Salomão Advogados

Fundado em 1989 e com escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, o Levy & Salomão Advogados presta assistência não só a clientes brasileiros como também aestrangeiros com relação às principais áreas do Direito Empresarial. Seus profissionais combinam experiência diversa na advocacia, em negócios empresariais, no mercado financeiro e na administração pública.