Possíveis impactos no mercado agrícola e pecuário causado pelo conflito Rússia x Ucrânia.


Em alguns dias de conflito, a guerra Rússia x Ucrânia já causou danos e perdas irreparáveis. Embora sejam lastimáveis, os impactos ultrapassam as fronteiras destes países. Isso porque o mais recente conflito armado na Europa tem as respectivas economias vinculadas a commodities.


No caso específico da Rússia, o foco é o setor de energia. Já na Ucrânia, o ramo agrícola é o ponto forte do país. Desta forma, a tendência é que a produção agrícola da Ucrânia apresente uma queda drástica até 2023. O impacto deve ser ainda maior no setor industrial, pois em conflitos como esse, justamente a indústria de defesa, que é uma das mais importantes, se torna o alvo dos ataques.


Já aqui no Brasil, a safra de 2022/2023 pode ser diretamente impactada pelos efeitos da guerra entre Rússia e Ucrânia. A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) aponta que a guerra entre os países do leste europeu coloca em risco a importação de fertilizantes russos nos próximos meses, uma vez que algumas sanções já começaram a ser aplicadas na região.


Por conta dessa conjuntura de incerteza, a produtividade dos grãos que serão plantados no segundo semestre do ano pode ser diminuída. No ano passado, 23% dos insumos químicos usados em território nacional eram de origem russa.


Também conhecida como safra de verão ou primeira safra, a safra de 22/23 corresponde a produtos que começam a ser plantados em setembro e são colhidos entre fevereiro e março do ano seguinte. Os principais produtos desse período são o milho e a soja. Também costumam ser feitas plantações de arroz, algodão e feijão.


Para essa safra, os produtores geralmente começam a comprar fertilizantes no primeiro trimestre do ano. Este ano foi diferente. Com a expectativa dos preços caírem a partir do segundo trimestre, ou seja, a partir de abril, muitos produtores não compraram ainda.


Portanto, há uma preocupação muito grande com esses produtores que não compraram, porque agora certamente não temos um cenário concreto de como vai se desenhar o preço desses produtos e, principalmente, a entrega.