Previsão para safra de soja na Bahia


A Bahia iniciou o plantio da soja mais cedo nesta safra 2021/2022. Com as chuvas regulares do início de outubro, que também beneficiaram as lavouras do Centro-Oeste, o produtor baiano fez a instalação com mais agilidade. Tanto é que o estado já contava com 92% da área semeada no mês de Dezembro de 2021.


No entanto, o que foi motivo de festa durante a semeadura, acendeu uma luz vermelha para a época da colheita. Isso porque, de acordo com o presidente da Aprosoja-BA, Leandro Kohn, os institutos meteorológicos previam excesso de precipitação no estado em meados de fevereiro de 2022.


O curioso é que o excesso de chuvas já começou em janeiro trazendo preocupações para os produtores. No entanto, para alívio das fazendas produtoras de soja, a análise climática feita para a BrasilAgro, por empresas independentes, indica que a chuva, especialmente na Bahia, deve diminuir no fim de janeiro e “ficar dentro da normalidade”, favorecendo a colheita de soja na região. Nos estados do Nordeste a tendência é de diminuição da chuva nos próximos dias, com volumes de chuva que não devem ultrapassar os 20mm.


Apesar do grande volume de chuva registrado no estado da Bahia, que provocou prejuízos nas cidades e em pequenas propriedades rurais, a BrasilAgro destaca que a colheita desta safra deve seguir o estimado. A companhia estima colher 398,5 mil toneladas de grãos neste ano safra.


A soja, com 196,6 mil toneladas estimadas, aparece entre as principais commodities produzidas pela companhia. A empresa opera em seis estados brasileiros, além de Paraguai e Bolívia. Sendo assim, o cenário é muito positivo e mantém a expectativa de produção já anunciada ao mercado.

whatsapp-logo-1.png