Quais as áreas mais bem pagas do Direito?


O Brasil é o país com maior número de faculdades de Direito no mundo e contava, em 2018, com 1.502 cursos para formar bacharéis na área. O aumento foi vertiginoso ao longo dos últimos 20 anos – em 1995, eram apenas 235 cursos os de Direito, o que significa que ao longo de 23 anos o crescimento foi de 539%.


Para se destacar na área, é fundamental que, após a faculdade, os estudantes se especifiquem cada vez mais. Quanto menor o nicho de atuação, maior o salário. No texto de hoje, vamos falar sobre as áreas mais bem pagas do Direito. Continue com a gente!

Áreas mais bem pagas no setor público:

Procurador da República:

R$25 mil, no mínimo. Atuação na promoção de ações penais, instauração de inquéritos e ações públicas e a defesa dos direitos humanos, sociais e coletivos.

Juiz federal:

R$23 mil, no mínimo. Além de cuidar de assuntos referentes aos interesses do país, como crimes de corrupção envolvendo verbas federais, o juiz federal lida com questões relacionadas aos direitos humanos e temas internacionais.

Delegado da Polícia Federal:

R$15,3 mil, de início. É o profissional responsável por fazer investigações, planejar e comandar operações e executar medidas de segurança.

Advogado da União:

Acima de R$16 mil. Atua na defesa dos órgãos da administração pública federal, produzindo pareceres e fazendo sustentações.

Defensor Público Federal:

Acima de R$16 mil. Responsável por assessorar juridicamente a população que não tem condições de constituir um advogado na Justiça federal.


Diplomata:

R$16 mil, de início. Representa e negocia em nome do seu país nos foros internacionais e leva ao conhecimento do MRE (Ministério das Relações Exteriores) as informações relevantes à política externa.

Auditor da Receita Federal:

R$16,5 mil. É um servidor público que realiza atividades de fiscalização dos contribuintes, analisando as regularidades do recolhimento dos tributos e das obrigações acessórias das empresas. Caso encontre divergências, ele é responsável pelo lançamento do débito tributário.


Auditor Fiscal do Trabalho:

R$20 mil. Fiscaliza as empresas, verificando se cumprem as normas relativas ao emprego, como legislação trabalhista, previdenciária, segurança do trabalho, dentre outras que asseguram os direitos do trabalhador.


Agente da Polícia Federal:

Em torno de R$11 mil. Responsável por realizar investigações, diligências e levantamentos essenciais para a investigação de crimes desse ente, além de exercer atividades administrativas e, em casos específicos, auxiliar na segurança pública.


Analista do INSS:

R$8 mil, no início. Analisa e instrui os processos e cálculos previdenciários relativos aos direitos e benefícios dos segurados, bem como realiza a revisão sempre que necessário.


Áreas mais bem pagas do setor privado


Direito Tributário (Consultivo/ Contencioso)

● Advogado Sênior: entre R$ 8.500 e R$ 21.000

● Advogado Pleno: entre R$ 6.200 e R$ 14.500

● Advogado Júnior: entre R$ 3.800 e R$ 8.000


Direito Empresarial

● Advogado Sênior: entre R$ 8.100 e R$ 22.000

● Advogado Pleno: entre R$ 5.600 e R$ 12.000

● Advogado Júnior: entre R$ 3.800 e R$ 7.200


Direito Trabalhista

● Advogado Sênior: entre R$ 5.300 e R$ 13.500

● Advogado Pleno: entre R$ 4.000 e R$ 9.500

● Advogado Júnior: entre R$ 3.000 e R$ 5.000


Direito Contencioso Cível

● Advogado Sênior: entre R$ 8.600 e R$ 17.000

● Advogado Pleno: entre R$ 6.000 e R$ 13.500

● Advogado Júnior: entre R$ 3.300 e R$ 7.500

2 visualizações0 comentário

Central do aluno

0800 006 0070

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

ENDEREÇO DAS UNIDADES

Goiânia - GO

Unidade de Negócios

AV. T-9, 2.310

Jardim América

Goiânia - GO

Salas 105A a 108A

Condomínio Comercial Inove Intelligent Place

Jataí - GO

Faculdade

Av. Prof. Edvan Assis Melo, 1075

Centro

Jataí-GO

e-MEC  

Trabalhe conosco

CIDADES ATENDIDAS (MBA & PÓS)

Goiás

Goiânia

Jataí

Mineiros

Rio Verde

Rondônia

Vilhena

Mato Grosso

Cuiabá

Água Boa

Primavera do Leste

Querência

Sinop

Bahia

Luis Eduardo Magalhães