Quanto ganham os mais bem pagos executivos do Agro?


Recentemente, a Forbes publicou quais são as empresas que pagaram as maiores remunerações a seus executivos em 2021. Os dados são fornecidos pelas empresas à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e foram compilados pelo especialista em governança corporativa Renato Chaves.


Foram analisadas 10 empresas para se chegar à uma resposta: quanto ganham os mais bem pagos executivos do Agro? Em primeiro lugar está Gilberto Tomazoni, CEO de alimentos da JBS, com a remuneração de R$ 52,6 milhões. Em segundo lugar, bem distante do primeiro, está Luis Henrique Guimarães, CEO do setor de combustível, petróleo e gás, com uma remuneração de R$ 27,6 milhões.


Em terceiro lugar está Jean Jereissati, CEO do setor de bebidas da Ambev, com um salário de R$ 23,7 milhões. Em quarto lugar está Walter Schalka, do setor de papel e celulose da Suzano, com uma remuneração de R$ 22,6 milhões. Em quinto lugar, está Miguel Gularte, do setor de alimentos, com uma remuneração de R$ 19,5 milhões.


Em sexto lugar está o CEO de logística e indústria da Rumo, João Alberto Abreu, com um salário generoso de R$ 17,4 milhões. Em sétimo lugar está Cristiano Teixeira, CEO do setor de papel e celulose da Klabin, com um salário de R$ 17,4 milhões. Em oitavo lugar está o CEO de alimentos da BRF, Lorival Luz, com uma remuneração de R$ 13,1 milhões.


Em nono lugar está Fernando Galletti de Queiroz, CEO do setor de alimentos da Minerva, com uma remuneração de R$ 8,7 milhões. Por fim, em décimo lugar está o CEO de produção de grãos e fibras da SLC, Aurélio Pavinato, com uma remuneração de R$ 5,4 milhões.


Mas como chegar nesse patamar? Jeffrey Abrams, headhunter especialista em recursos humanos, acredita que a formação pode ser essencial para a base de uma carreira. “É importante uma educação acadêmica boa. É uma prova de que a pessoa passou por testes intelectuais, capacidade de solucionar problemas, leitura de contexto, leitura de ambiente. Ela ajuda, mostra que a pessoa já superou obstáculos.”


Por isso, a Faculdade de Gestão e Inovação oferece o MBA Gestão Estratégica do Agronegócio com o objetivo de formar profissionais completos e diferenciados para atuarem no agronegócio, proporcionando a descoberta de formas de gestão de fazendas e empresas do agronegócio. Com aulas teóricas e práticas, o aluno consegue expandir seu conhecimento e aplicá-lo no seu dia a dia, melhorando a atuação na sua empresa.


O curso dura apenas 1 ano e meio, é 100% digital e os encontros acontecem mensalmente aos finais de semana no formato ao vivo, uma oportunidade perfeita para quem não tem tempo durante os outros dias. Seja um dos líderes do mercado agro! Clique aqui e se inscreva.