Jogos de gestão empresarial: o que são e como contribuem no seu aprendizado


Os jogos de gestão empresarial são uma alternativa ao ensino tradicional e garantem um melhor aprendizado e treinamento das habilidades por meio de uma metodologia de simulação que interage com situações definidas pelos participantes. Esse tipo de ação visa buscar resultados qualitativos dos jogadores, sendo o objetivo do jogo estimular a capacidade já existente em cada participante. Seu intuito é de implementar e aprimorar o planejamento estratégico, incitar o pensamento criativo, permitir a observação de processos e melhorar o trabalho em grupo.


Seus desafios estimulam o aprendizado dos estudantes e permitem que eles vivenciem assuntos e cenários do ramo empresarial, capacitando-os para a realidade do mercado de trabalho. Os jogos empresariais oferecem uma nova perspectiva ao permitir que o aluno coloque em prática as teorias aprendidas em sala de aula. A prática de jogos no aprendizado possui três objetivos principais: treinamento, técnica e pesquisa.


No treinamento, o aluno tem a possibilidade de desenvolver nos alunos a capacidade de tomar decisões por meio de experiências e exercícios num ambiente fictício, tão semelhante quanto possível à situação real, na qual desafios terão que ser verdadeiramente enfrentados. Já nas técnicas, é possível aprender métodos de administração de empresas de maneira simples e intuitiva por meio do cenário apresentado.


Por fim, nas pesquisas, o aluno consegue fazer uso do cenário criado pelo jogo para descobrir maneiras de resolver problemas empresariais; explicar e testar os elementos das teorias econômica e administrativa e fazer uma análise comportamental individual e grupal dos jogadores.


A FGI em seu MBA Gestão Estratégica do Agronegócio no módulo 3 de ‘Jogos de Gestão Empresarial’, permite que o estudante, por meio da tecnologia virtual, aplique a teoria dentro da própria faculdade, aprendendo na prática os assuntos abordados durante a aula. Substituindo o TCC, oferece mais conforto e praticidade ao aluno, que além de treinar com ajuda do professor, não precisa ficar se desgastando com teoria que não será aplicada no dia a dia de trabalho. Ao experimentar os conhecimentos recebidos em um ambiente de realidade simulada, o aluno sai da faculdade com uma experiência muito maior do que a concorrência, se destacando no mercado de trabalho. Ficou interessado(a)? Saiba mais aqui.